quarta-feira, 12 de novembro de 2008

La première

Máxima abertura e pouca profundidade de campo
Máxima abertura e pouca profundidade de campo. Assim pode ser caracterizada a minha primeira foto tirada em modo manual. A fotografia não tem nenhum interesse mas sim, já consigo tirar fotografias sem ser no modo automático da máquina fotográfica! Só por isso já valeu estar a frequentar o workshop de Serralves. Até sábado espero aprender ainda mais algumas técnicas e truques que me permitam ainda ter mais prazer no acto de fotografar. Conto com as vossas opiniões sobre os meus próximos resultados. ;)

P.S. - Estou feliz porque o anjo está bem e em princípio tudo não passou de um grande susto!

3 comentários:

Cristina disse...

Parabéns pela primeira em manual :) ultimamente na minha cabeça só existem termos como aberturas de diafragma e profundidades de campo...e é tão bom! Mas olha..dou-te desde já uma dica...(a qual tenho que eu própria praticar todos os dias...)não se diz máquina..diz-se câmara (máquina, é a máquina de lavar roupa ehehe!) é muito mais profissional :)

Venus as a boy disse...

lol pronto, prometo que não esquecerei esse conselho ;)

R.Gonk disse...

Que fixe! Vais ver que depois não vais querer mais nada. As possibilidades de controle que se abrem com a aprendizagem desses princípios são muito mais aliciantes que qualquer automatismo. Se as fotos já eram boas agora vão ser soberbas! :-)