quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Amores, desamores e consumo

Há quem suspire nostalgicamente com afectos que nunca existiram. Outros há que vão fazer erasmus e acabam relações. Outros acham que são demasiado velhos para voltar a amar. Outros acham que são demasiado novos e ainda têm muito tempo para amar. Outros reclamam que não fazem sexo há um mês com os seus namorados. Outros gostariam de voltar atrás no tempo. Outros não querem compromissos. Outros há que amam sem serem correspondidos. Outros estão bem sozinhos. Outros há que acabam relações pelo telefone. Outros querem recuperar o tempo perdido. Outros sentem saudades. Outros são amados sem poderem corresponder. Outros acham que a falta de diálogo é a principal causa de mau funcionamento entre casais. Outros há que se cruzam na rua com ex-namorados e fazem de conta que não os viram. Outros trocam palavras de carinho por sms. E entretanto todos consomem. 500 euros num Iphone, 200 euros numa cama IKEA, 100 euros num disco externo, 15 euros em Internet, 10 euros numa garrafa de vinho branco, 75 euros numa viagem a Londres, 20.000 euros num Mini, 4 euros numa caixa de chocolates, 2,5 euros na electricidade gasta com as luzes da árvore de natal...

3 comentários:

Acqua di Ju disse...

Que texto tão bonito! :) Adorei!

Um abraço e bom fim de semana.

Pedro Costa disse...

pois........ da-se valor as coisas erradas... ou gasta-se energia em valores errados....

toca a ir ao consumismo sentimental e nunca ter medo de dar a cara!!!!!!!!

Anónimo disse...

...outros que lêem estas linhas para tentarem compreender o que vai na alma dos outros.... Será que também se pode comprar? ;-)