domingo, 28 de junho de 2009

O morto vivo

Nunca gostei do Michael Jackson por causa do "Thriller". Quando era miúdo tapava os ouvidos para não ouvir a sua voz e aquela música assustadora. Para mim ele sempre foi esse monstro e não é porque "foi desta pra melhor" que passei a gostar dele e achá-lo um santo. Tenho dito!

3 comentários:

B. disse...

Apoiadíssimo.
E não, nem é por ter visto o Thriller em criança, é por não compreender o que fez ele para ser de tal forma idolatrado.

lepetitroyaume disse...

acho que não é fácil lidar com o "monstro" que criou e pelo qual acabou por ser controlado e por fim engolido ... no fundo acaba por ser mais uma vítima do star system

Anónimo disse...

Acho que as crianças dos parques poden brincar un pouco mais tranquilas en EEUU agora, mas não me parece que vá ser a mesma coisa entre os querubins do céu...Uma coisa é verdadeira: ele sufria muito, podia se perceber isso em todo seu físico mutante, agora tem deixado de saber que nunca se pareceu a Diana Ross.

In memoriam.