sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Ela anda por aí!

"Maricón de mierda" e "paneleiro" foram dois agradáveis insultos que recebi no espaço de pouco mais de 48 horas.
Fez-me recordar que a homofobia está aí bem presente, seja na cidade supostamente mais gay-friendly do mundo, seja no supermercado perto de casa. Isto de vivermos no nosso mundinho protegido, faz-nos esquecer que estas manifestações não são assim tão raras e justificam o facto de tantas pessoas ainda não terem tido tomates para viverem os seus afectos livremente.
É claro que senti-me bastante incomodado, mesmo sabendo que essas palavras foram proferidas por indivíduos que, muito provavelmente, estavam sob efeitos de uns copitos a mais. Mas pela primeira vez na vida ponderei que umas lições de defesa pessoal não seriam demais.
Aviso desde já que estou sensível. Para compensar agradecem-se mimos e as palavras bonitas são sempre bem vindas! ;)

7 comentários:

GatoZarolho disse...

As palavras bonitas são sempre bem vindas mesmo quando não estamos sensíveis :)
Nestas alturas é revermos a nossa vida e se realmente estivermos satisfeitos com ela, levantar a cabeça e seguir com ela...que se lixe o resto!

Anónimo disse...

Há coisas que não merecem menção nenhuma, não deves considerar este episódio, para além de um encontro pontual com pessoas terrivelmente intolerantes e mentalmente infradotadas; mais sabes muito bem quem és,eu gosto de ti assim...

Não te imagino vestido de Bruce Lee, com unas calças ajustado,o torso nu e uma fita no cabelo; seguro que até pode te ficar algo sexy esse ar asiático (risos), Beijos.

Esteva disse...

Manda-os à MERDA COM MUITAS MOSCAS.

E a defesa pessoal não é má ideia, mas não por isto. Só por que deve ser fixe saber como poder dar um murro a um idiota quando ele precisa. Eu gostava de o saber fazer e... de ter coragem para o fazer, claro::

BEIJINHO E FESTINHAS.

petroy disse...

perdoa que são néscios ... (u worth a lot more)

Anónimo disse...

coisa chata...mas já agora: terás ficado mais sensibilizado pelas palavras ou houve alguma intimidação física?
força!
renewgade

Venus as a boy disse...

Obrigado pelas palavras de solidariedade! Sim, não é nada simpático estarmos na nossa vida tranquila e alguém se meter connosco e agredir-nos verbal ou fisicamente, seja quais forem as razões.
A minha sexualidade e os meus afectos já estão resolvidos faz muitos anos. Estes episódios tiveram um efeito negativo em mim no momento mas já passou. Como teriam se me insultassem de outra forma, não tendo essa componente homofóbica.
Mas não deixo de pensar nos efeitos desvastadores que algo deste tipo poderia ter em alguém que está a "assumir" a sua sexualidade e encontrar o seu equilibrio interior.
Fui apanhado de surpresa nestes dois acontecimentos. Ao longo de 30 anos de vida nunca me tinham acontecido. Talvez da próxima esteja mais preparado e tenha uma atitude menos passiva. Ou o agressor sairá com um olho negro ou com uma queixa na polícia.
Sim Renegade, no episódio em Madrid houve ameaça física não consumada.

Isobel disse...

Infelizmente, a intolerância existe por todo o mundo.. na nossa pequena aldeia, toma contornos, por vezes, de filmes de Fellini. Os comentários deixam-nos a pensar que as pessoas não se interessam realmente pelo "outro", que se estão completamente a borrifar para o seu bem-estar. É um acto nojento de egoísmo.
Mas, tirando as agressões físicas, com os comentários consegue-se viver - apesar de afectarem, muitas vezes, muito mais que nós próprios e poderem atingir a família, é mau quando isso acontece.
Há-de nascer o dia em que nos deixam viver em paz sem nos invadirem a liberdade individual.