terça-feira, 17 de junho de 2008

Catalunya Take 2 - O começo

Fageda d'en Jordà, La Garrotxa
4 de Junho, 23h. O avião aterra no aeroporto de Girona. A minha mala é a primeira a aparecer no tapete rolante. Espera-me um Fiat Panda azul que me conduzirá durante uma semana pelas estradas secundárias da Catalunha rural. Sigo para Santa Pau, na Garrotxa. As curvas sucedem-se umas atrás das outras. As estradas vão-se estreitando. De Banyoles até ao destino final são mais de vinte quilómetros. Não me cruzo com ninguém, nem sequer com um automóvel! Vejo uma raposa, um texugo e um gato. Lá no alto as estrelas brilham e as silhuetas negras dos montes marcam a sua presença. Já serão os vulcões? Chego à área de descanso do bosque da Fageda d'en Jordà. Não tenho noite reservada. Vou dormir no automóvel e esperar que os primeiros raios de sol me despertem para poder embrenhar-me entre as suas árvores. A escuridão é total. Não há lua no céu. Os pássaros cantam a noite toda. Tenho um sono intermitente. À medida que a noite avança, visto cada vez mais roupa, recordando que os Pirineus estão ali ao lado. Acordo envolto de um céu encoberto por nuvens cinzentas e um chilrear ainda mais intenso. Devoro o iogurte e o croissant comprado no aeroporto. Pego na máquina fotográfica, calço as sapatilhas e sigo o caminho traçado no bosque. Os raios de sol aparecem. Fico sem palavras. Absolutamente mágico! Tenho de partilhar este momento. Envio um sms. Assim começa o meu segundo take por terras da Catalunya.

1 comentário:

Pedro Costa disse...

hum....
até arrepia de prazer a perspectiva!!!!!!!!!
:D

keep life high