domingo, 10 de agosto de 2008

A serenidade de Espinhaço

A serenidade de Espinhaço
Isto de vivermos na cidade faz-nos muitas vezes esquecer como é belo ver um céu estrelado. Esta noite tive o privilégio de dormir no sótão da casa de Espinhaço e de poder contemplar as estrelas até ser vencido pelo sono. Um sono tranquilo apenas interrompido por um pesadelo verdadeiramente assustador: deixei cair a minha máquina fotográfica e a objectiva partiu-se em mil pedaços! Felizmente era apenas um sonho. A vida real foi bem mais serena. Leu-se, conversou-se, sorriu-se, comeu-se, apanhou-se sol, caminhou-se entre as plantas, secaram-se e acondicionaram-se chás para o inverno e recuperaram-se energias para mais uma semana de trabalho.

1 comentário:

raquel disse...

É de facto um dos pontos negativos de viver na cidade.Adoro céu estrelado e raramente tenho o privilégio de o contemplar .s
*
raquel